As Cores Influenciam no Nosso Comportamento

 Redevet cromoterapia1

Ao contrário do que se pode imaginar, as cores no ambiente têm grande influência sobre os seres vivos, incluindo os cães e os gatos.

As cores são amplamente utilizadas na mídia para convencer o ser humano a realizar uma compra, para acalmá-lo ou mesmo estimulá-lo. E alguns exemplos estão no nosso dia a dia e nem percebemos.

 

Vamos começar pelos jornais televisivos. Vocês já repararam que a cor predominante de fundo em todos eles é o azul? E existe uma explicação lógica para isso. O azul é uma cor que acalma e diminui a pressão por provocar vasodilatação. Dessa maneira ela é utilizada justamente para que o telespectador veja notícias pouco agradáveis sem aumentar seu nível de estresse e sua pressão sanguínea, o que se traduziria em aumento da micção e abandono da sala de TV durante os comerciais.

Outro exemplo típico são as redes de fast-food que costumam misturar o vermelho com o amarelo para gerar fome em seus clientes, ao mesmo tempo que o amarelo os incomoda e esses saem logo do local para deixar mesas vagas para o próximo consumidor.

É interessante falar sobre o mecanismo como as cores nos influenciam. Todas as luzes são formadas por fótons, que são partículas que se comportam como energia e matéria ao mesmo tempo. E cada cor tem uma determinada frequência e comprimento de onda, sendo o vermelho próximo aos 700 nm e o azul com comprimento de onda próximo aos 450 nm. Essa frequência gera estímulos tanto em nossa retina como em nossa pele, atingindo também os animais. Esses estímulos são traduzidos por nosso cérebro e transformado em reações, como por exemplo a liberação de adrenalina diante da cor vermelha, que por esse motivo é muito utilizada em guerras e lutas sociais.

Cada cor tem sua influência e todas estão muito bem explicadas na cromoterapia e cromopuntura, que são utilizadas para tratamentos diversos.

Azul para acalmar

Um bom exemplo de uso das cores para os animais é a utilização da cor azul no ambiente de cães muito bravos ou agitados. Com o passar do tempo a tendência é que eles se acalmem. Porém, todos os outros estímulos ambientais devem ser estudados. Não adiantaria usar a cor azul em um ambiente barulhento onde os proprietários vivem brigando, falando alto e escutando som no último volume.

Redevet cromoterapia

Aconselho aos colegas estudarem melhor a cromoterapia, sem preconceitos, pois hoje é vista por muitos como uma técnica mística, que envolve energias desconhecidas. Porém, ela é cientificamente comprovada e sua explicação é unicamente física.
 

Autor

Sidney Piesco de Oliveira
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Diretor Científico do Instituto Brasileiro de Recursos Avançados - IBRA
Graduado pela FMVZ- USP
Mestre em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais - FMVZ- Unesp - Botucatu
Pós-Graduado Lato Sensu em Fisioterapia Veterinária – UNIP
Pós Graduado Lato Sensu em Acupuntura Veterinária – FACIS – IBEHE
Membro da Comissão Especial de Fisioterapia Veterinária – CRMV-SP
Membro Fundador da ANFIVET
Coordenador da divisão de Acupuntura Veterinária do IBRA
Coordenador geral de cursos IBRA

Curiosidades

  • O sono dos peixes

      Quantas vezes já nos perguntamos se os peixes estão dormindo dentro de nosso aquário?...

Contato

Dicas, opiniões, sugestões. Fale conosco.

redevet@redevet.com.br

Notícias

  • Brucelose - Enfermidade bovina

    A brucelose bovina é uma enfermidade que já causou muitos problemas e perdas econômicas em propriedades de todo o mundo, como queda da produção de leite, embora no momento esteja erradicada em grande parte dos países.

    Leia mais...  
  • O adeus de um herói: cão pioneiro em resgates no RS se aposenta após 13 anos

    Seu corpo não responde mais às exigências que o trabalho impõe. Suas pernas já não conseguem mais levá-lo sobre pilhas de escombros ou matas fechadas, terrenos que perambulava com destreza. A visão também não é mais a mesma. Mas o olfato permanece aguçado.

    Leia mais...  

Redevet facebook

O Redevet quer saber de você, envie suas sugestões.

Contato