RECOVERY IN GOAT MUSCULAR SPASTIC AS RESULT OF TETANUS

Anna Beatriz Bruno da Silva'


INTRODUÇÃO

Por mais expressiva e eficiente que seja a profilaxia, há longos anos, o Tétano continua ocorrendo, mesmo que esporadicamente (Cox, Murray, De Bowes, 1995).
Embora não existam dados que discorram fielmente sobre números, é estimado que aproximadamente 70% dos animais acometidos morram a cada ano ocorrendo perdas significativas com relação a animais de produção no aspecto quantitativo do rebanho (Cox, Murray, De Bowes, 1995).
Protocolos de diversos autores (George, 1993; Cox, 1995; Kohler, 1999; Hahn, 1999) apontam para novas técnicas de recuperação de pacientes, sem sequelas prejudiciais à rotina criatória (Casalis, 1990).
Apesar de, na Medicina Humana as varias técnicas fisiátricas e/ou fisioterápicas serem aplicadas largamente para as mais diversas desordens, principalmente para aquelas de cunho neurológico, na Medicina Veterinária, embora tais técnicas comecem a ser adotadas, existem poucas informações que indiquem sua utilização. O sucesso da implementação destas técnicas em casos observados no Centro de Estudos e Recuperação Animal - CERA, provavelmente servirá para a difusão e aperfeiçoamento destes métodos fisioterápicos de recuperação animal.

Curiosidades

  • Golfinhos Surfando

    Foto tirada na Africa do Sul, em Durban, durante um campeonato de surf. O campeonato...

Contato

Dicas, opiniões, sugestões. Fale conosco.

redevet@redevet.com.br

Notícias

  • Brucelose - Enfermidade bovina

    A brucelose bovina é uma enfermidade que já causou muitos problemas e perdas econômicas em propriedades de todo o mundo, como queda da produção de leite, embora no momento esteja erradicada em grande parte dos países.

    Leia mais...  
  • O adeus de um herói: cão pioneiro em resgates no RS se aposenta após 13 anos

    Seu corpo não responde mais às exigências que o trabalho impõe. Suas pernas já não conseguem mais levá-lo sobre pilhas de escombros ou matas fechadas, terrenos que perambulava com destreza. A visão também não é mais a mesma. Mas o olfato permanece aguçado.

    Leia mais...  

Redevet facebook

O Redevet quer saber de você, envie suas sugestões.

Contato