As aves são capazes de percorrer grandes distâncias durante os seus vôos. Isso é conseguido graças ao seu apurado instinto de cooperação em grupo.

 

 

redevet aves v curiosidade

Se olharmos para o alto quando as aves estão passando sobre nós, iremos notar que elas voam em uma formação em "V". A parte mais fina do "V" fica para a frente, pois assim elas conseguem uma excepcional formação aerodinâmica - repare como a frente de um carro de corrida é em "V". Essa formação aerodinâmica permite que as aves que não estão na ponta recebam menos ar frontal e, além disso, o movimento das asas da ave que está na frente causa um deslocamento favorável de ar para a ave que está logo atrás. Com isso, a resistência do ar para voar é menor. Consequentemente, elas se cansam menos, aumentando em até 60% a capacidade de vôo.

Mas, e as aves que estão na ponta? É aí que entra a cooperação em grupo. A ave lider, quando cansada, vai para o fim da formação, assumindo a ponta aquela que está logo em seguida. Quando essa se cansar, também vai para o final do grupo, e assim por diante.

Essa cooperação permite a elas vôos longos, sem a necessidade de parar para descansar. O que faria a viagem demorar mais tempo e as exporia a predadores.