O SINDIMVET, após reunião realizada hoje (22/02) na sede do CRMV-SP (Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo), reafirmou seu apoio ao posicionamento do Conselho sobre o caso do médico veterinário de São Carlos que, irregularmente, atendia gratuitamente aos animais da população carente da cidade, alegando cumprir serviço de utilidade pública.

Durante a reunião, o Dr. Mário Eduardo Pulga, presidente do CRMV-SP, explicou que os esclarecimentos dados à imprensa foram que o papel do Conselho é o de “fiscalizar e garantir que os profissionais médicos veterinários respeitem seus deveres éticos, legais e que prestem serviços de qualidade na promoção da saúde animal, humana e no bem-estar do animal”.

O Sindicato garante o seu apoio total à atitude do CRMV-SP no referido caso, pois entende que somente com a fiscalização do Conselho é possível garantir a proteção ao trabalho do médico veterinário e da classe profissional, a prestação de serviços de qualidade à população e aos os animais, e também coibir a utilização da gratuidade como maneira de publicidade pessoal e captação de clientela.

As demais entidades representativas presentes também foram unânimes em manifestar o seu apoio à atitude do Conselho.

Cabe esclarecer que o CRMV-SP não é contrário ao atendimento beneficente aos animais de pessoas carentes, desde que feitos dentro das normas legais vigentes. Esclarecemos também que, durante a fiscalização à clinica do médico veterinário citado, foram constatadas diversas irregularidades. Não só o estabelecimento não estava funcionando de acordo com os artigos 27 e 28 da Lei n.º 5.571/68, não possuindo registro neste órgão de classe, como também não havia a averbação de médico veterinário responsável técnico.

Curiosidades

Contato

Dicas, opiniões, sugestões. Fale conosco.

redevet@redevet.com.br

Redevet facebook

O Redevet quer saber de você, envie suas sugestões.

Contato